Futebol na RTP

Página 18 de 18 Anterior  1 ... 10 ... 16, 17, 18

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Futebol na RTP

Mensagem por J.R. em Ter 4 Ago 2015 - 5:42

A RTP tem uma fome de futebol... "come tudo"

J.R.
Membro

Mensagens : 3929
Data de inscrição : 29/05/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol na RTP

Mensagem por Jnpc em Ter 4 Ago 2015 - 6:03

Neste caso da Supertaça Europeia, está implícito no contrato para a Champions.

Jnpc
Membro

Mensagens : 23326
Data de inscrição : 06/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol na RTP

Mensagem por FLP em Ter 4 Ago 2015 - 6:07

E é onde há dinheiro a nascer nas alcatifas....

FLP
Membro

Mensagens : 1940
Data de inscrição : 13/10/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol na RTP

Mensagem por Jnpc em Sex 7 Ago 2015 - 14:16

Champions então de regresso à RTP!

Play-off da Liga dos Campeões 2015/16 (1ª mão):

Arrow Sporting - CSKA Moscovo, dia 18 de Agosto (3ª feira), às 19h45.


Play-off da Liga dos Campeões 2015/16 (2ª mão):

Arrow CSKA Moscovo - Sporting, dia 26 de Agosto (4ª feira), às 19h45.

Jnpc
Membro

Mensagens : 23326
Data de inscrição : 06/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol na RTP

Mensagem por Jnpc em Seg 17 Ago 2015 - 17:49

DN escreveu:Carlos Daniel vai comentar a Liga dos Campeões

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

O jornalista da RTP integra a equipa da liga milionária, tal como o ex-selecionador Paulo Bento e ainda Sérgio Conceição

"Junta-se à nossa equipa, nas noites de terça-feira, o jornalista Carlos Daniel", revelou ao nosso jornal Hugo Gilberto, subdiretor de Informação da RTP. O jornalista e comentador desportivo da estação vai analisar a competição ao lado dos treinadores Paulo Bento e Sérgio Conceição, como foi anunciado esta sexta-feira, dia 14, na conferência de imprensa de apresentação da operação RTP da liga milionária.

O ex-selecionador nacional mostra-se entusiasmado com o desafio. "É algo novo na minha carreira mas que está ligado àquilo que eu gosto e que fiz na minha vida, que é o futebol. Estar envolvido nesta operação é um grande e interessante desafio, que exige uma grande preparação. É algo que me agrada e que farei com todo o entusiasmo porque só assim faz sentido", explicou Paulo Bento ao nosso jornal, não querendo falar muito sobre a pausa que decidiu fazer na sua carreira.

Sérgio Conceição também está feliz com o projeto mas com consciência da sua dificuldade. "Não sou comentador. Sem dúvida nenhuma que me sinto mais confortável no campo de chuteiras calçadas ou a mandar uns "bitaites" para dentro de campo aos jogadores. Este é sem dúvida o desafio em que estou mais fora de pé", contou o ex-treinador do Sporting de Braga.

Com o slogan "Na Liga dos Campeões a RTP joga com um tridente ofensivo: TV, rádio e web", o operador público promete levar a cabo uma operação pioneira. "Vamos ter uma estratégia forte, que difere do que tinha vindo a ser feito pelo canal concorrente [TVI]. Decidimos ter o programa da Liga dos Campeões na RTP1, logo após o final dos jogos, por volta das 21.35, com o Hugo Gilberto e a Inês Gonçalves. Seguimos esta estratégia porque achamos que estes conteúdos merecem chegar ao maior número de espectadores possíveis e serem acessíveis a todos os portugueses", disse o diretor de programas, Daniel Deusdado.

A Antena 1 terá a possibilidade de transmitir os áudios que forem produzidos pela RTP e na plataforma online RTPPlay haverá também a possibilidade de ver os jogos da Liga dos Campeões.

Jnpc
Membro

Mensagens : 23326
Data de inscrição : 06/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol na RTP

Mensagem por Jnpc em Seg 17 Ago 2015 - 21:48

NTV escreveu:Hugo Gilberto: "Os portugueses prestam mais atenção à Liga dos Campeões do que à Liga Portuguesa"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

A Liga dos Campeões dá o pontapé de saída a 18 de agosto na RTP. Hugo Gilberto vai ser um dos anfitriões dos programas da liga milionária, juntamente com Inês Gonçalves. Aos 37 anos, o diretor-adjunto de informação que está há 15 na estação pública afirma: "há uma coisa que dentro de mim eu serei sempre: jornalista".


A Liga dos Campeões está de volta à RTP. Era um desejo seu ter esta competição?

É um desejo de todas as estruturas da RTP, das várias áreas. É uma estratégia e um produto em que todas as direções estão empenhadas. Sobre este assunto remeto para uma declaração de março deste ano do atual presidente do Conselho de Administração (Gonçalo Reis) em que sublinhou que a Liga dos Campeões iria ser transmitida pela RTP e que iria ser feito um grande trabalho.

Mas percebeu toda a polémica que se instalou à volta deste negócio? Nomeadamente as reações do Conselho Geral Independente, do governo através de Luís Marques Guedes, ministro da presidência...

Acho que nesta altura só vale a pena falar sobre o futuro, até porque o futuro tem tantas novidades. Penso que isso é que vale a pena.

Teve algum papel interventivo neste negócio, uma vez que pertencia à direção de informação anterior? No sentido de ter mostrado que queria contar com a competição.

Se me pergunta a minha opinião pessoal, acho que o regresso da Liga dos Campeões é bom para a RTP.

A aquisição destes direitos terá rondado os 15 milhões de euros. Acha que esta é uma competição de interesse público tão grande que justifique um investimento tão alto?

Sobre valores e dinheiro não lhe posso falar porque não é uma área que me diga respeito, não negoceio contratos. Trato é da planificação de conteúdos. Agora que este evento é de interesse público isso parece-me claro, faz parte das várias normas quer nacionais quer europeias, portanto isto não é uma questão de opinião mas sim de lei.

Mas tendo em conta essa ideia, voltar a ter um jogo por jornada da Liga Portuguesa em sinal aberto não seria um evento de maior interesse público para os portugueses?

Na minha opinião, os portugueses prestam muito mais atenção ao futebol da Liga dos Campeões do que ao da Liga Portuguesa. Se há futebol que os portugueses gostam e apreciam é o da Champions League e isso é facilmente comprovável pelos audímetros.

Portanto acha que os portugueses dão mais relevância a uma competição europeia que nacional?

Acho que todo o futebol interessa aos portugueses. Num patamar acima de todos os outros estão os jogos da seleção nacional e depois os da Liga dos Campeões.

Mas acha possível um dia os jogos da Liga Portuguesa voltarem à televisão em sinal aberto?

Acho possível mas pouco provável nesta altura.

Quando o negócio foi concluído, a TVI, que detinha os direitos da prova anteriormente, acusou a RTP de ter desregulado o mercado quando fechou o negócio pelo montante de 15 milhões de euros.

Não posso falar pela TVI.

Esta estratégia de elevado investimento vai trazer o retorno financeiro e estratégico necessário para compensar o investimento?

Esta estratégia foi pensada por várias pessoas de várias áreas. Foi meditada e calculada até se chegar a uma conclusão. Confio plenamente em todas as pessoas da RTP que pensaram nesta estratégia.

Que novidades terá a cobertura que a RTP vai fazer desta competição?

Esta Liga dos Campeões vai contar com as transmissões em 16:9 e em HD. Isto é algo que não acontecia nos últimos anos e acontece na esmagadora maioria dos países da Europa. As pessoas vão poder ver os jogos em alta definição sem qualquer custo suplementar, é algo que oferecemos aos portugueses. Além disso as transmissões vão ser feitas por jornalistas, quer os narradores quer os comentadores. São jornalistas e fazem parte da equipa de desporto da RTP. Outra novidade é que, mal acabem os jogos, quer o jogo que a RTP transmite quer os outros, todos os portugueses de uma forma inédita e pioneira vão poder ver todos os golos de todos os jogos, em cada terça e quarta-feira, em sinal aberto.

Quando a Liga dos Campeões estava na TVI, o foco era especialmente direcionado para o canal de informação, com a transmissão de resumos alargados e a exibição dos golos na TVI24. Já a RTP fará uma cobertura completamente oposta, maioritariamente em sinal aberto. A que se deve esta estratégia que a RTP decidiu tomar?

Foi uma decisão pensada a vários níveis da empresa porque se achou que a Liga dos Campeões não pode ser um exclusivo de quem tem mais ou menos possibilidades financeiras. Ou seja, todos os portugueses têm de, de forma gratuita, ter acesso a este produto que inclui não só os jogos, inclui magazines, programas de resumos, de análise, de highlights de golos. Este produto tinha que ser um privilégio acessível a todos os portugueses.

É um método de exploração dos direitos pioneiro em Portugal, no sentido de que nunca se viu tanto tempo de antena da Liga dos Campeões em sinal aberto.

Não sei se vai haver mais tempo. Nunca se tinha visto é a esta hora. Vamos é possibilitar na hora em que há mais pessoas a ver televisão que todas elas não usem depois o argumento "aquilo só dá no canal um à uma da manhã, a essa hora eu já estou a dormir e tenho que levar o meu filho à escola". Nós não podemos privar os portugueses, aqueles que não tem outra forma de ver televisão que o canal aberto, de poder ver o futebol da Liga dos Campeões.

Com a cobertura maioritariamente feita pelo canal principal, não será futebol a mais nas noites de horário nobre da RTP1?

Estamos a falar de 12 dias em 157 dias. São cerca de 7% dos dias do ano, acho que é um tempo até reduzido de futebol. 7%, 12 dias em 157, durante uma hora e meia, se calhar até peca por defeito e não por excesso. Na Europa há muito mais.

Mas está preparado para as críticas que possam surgir com a aposta de futebol no horário nobre da RTP?

Não me parece que existam motivos para isso. São tão poucas as noites e as horas, não há futebol a mais, pode é haver a menos.

Quando houver jogos em Portugal ou fora do país que envolvam equipas portuguesas, irá uma equipa da estação narrar nos próprios estádios onde as partidas decorrerem?

Essa é daquelas coisas que fazem parte da história da RTP e assim vai continuar, quer para a televisão quer para a rádio.

Acha que a competição poderá ajudar a impulsionar as audiências da RTP Informação?

Se o objetivo da RTP fosse fazer subir audiências da RTP Informação com a Liga dos Campeões não colocaríamos o essencial da competição no canal um. A RTP Informação está em processo de mudança, de procura de novos conteúdos. Será apresentada uma nova grelha e uma nova estratégia dentro de um mês e meio, dois meses. É um assunto que remeto para o diretor de informação, Paulo Dentinho, e para o diretor da RTP Informação, Daniel Deusdado, que seguramente poderão falar sobre a estratégia da RTP Informação. Mas a Liga dos Campeões não está associada de forma estruturante.

Entre todas as mudanças que o canal poderá ter, está previsto um nome. A RTP Informação dará lugar à RTP3. Um nome é assim tão importante na definição de uma estratégia?

Não posso falar sobre isso ainda. Como já disse, remeto para os diretores de informação e do canal.

Mesmo com a mudança de estratégia e com a apresentação de uma nova grelha para o canal informativo da RTP, o Trio D' Ataque é uma marca que se vai manter e que vai continuar a fazer parte do canal?

O Trio D' Ataque é a única coisa sobre a qual posso falar sobre a RTP Informação. Mantém-se o painel, o moderador e também o programa.

O formato já está há 11 anos em exibição, passou por todas as mudanças que o canal de notícias da RTP tem tido. É um programa que vem desde a RTP N, passou para a RTP Informação e agora também continuará a fazer o seu caminho. O que é que explica a longevidade e o sucesso do programa?

Acho que há três coisas. A primeira, o nome Trio D' Ataque. É a marca mais conhecida dos espaços de desporto em televisão, desde que acabou o Domingo Desportivo. Se alguém perguntar um nome de um programa, o nome Trio D' Ataque é o que mais depressa será dito pelas pessoas e isso já foi até provado em estudos de opinião. Depois, há muitos programas com adeptos, mas não há nenhum com adeptos como aquele em que as pessoas discutam sem gritar, tenham a capacidade de dizer mal até do próprio clube e de não terem opiniões alinhadas com ninguém a não ser com o próprio pensamento que têm. O Trio D'Ataque já teve 10 comentadores. Teve pessoas como o Marcelo Rebelo de Sousa, António Pina, Rui Moreira e o António Pedro Vasconcelos a comentar. Porque é que estas pessoas fizeram parte do programa? Porque tem um ADN especial que partindo de um formato que não é único se traduz numa discussão que não tem paralelo.

Ainda assim, o programa costuma perder várias semanas para o Playoff, programa concorrente da SIC Notícias. O que é que falta ao Trio D' Ataque para atingir a liderança?

Isso não é verdade. Tem que analisar as audiências dos últimos seis anos para perceber que isso não é verdade. Primeiro, o programa durante o último ano foi atípico porque teve uma alteração de comentador. Segundo, a audiência tem a ver com a época de agosto a meio e não de janeiro a meio, se for ver essas audiências já não é bem assim. Além disso, o Trio D' Ataque está muito para lá da competição de audiências. Acho que falarmos sobre essa questão ao nível do cabo em Portugal é até ofensivo para o auditório do Trio D' Ataque. Somos vistos por milhões de portugueses, semanalmente. Nós recebemos centenas de cartas, por semana, da Suíça, dos EUA, do Canadá. Já não vamos há algum tempo para fora mas recebemos 10 convites por ano para fazer programas nas comunidades portuguesas. Já fizemos o programa em Maputo, Cabo Verde, Newark e provavelmente, no próximo ano, vamos responder afirmativamente a um dos convites das várias comunidades portuguesas. Ainda não está definido a qual.

O Trio D' Ataque vai voltar a fazer um programa fora de Portugal?

Sim. Portanto, acho que estarmos a falar de competição no canal A ou canal B, não faz sentido neste programa. Admito que essa questão possa fazer sentido noutros programas, no Trio D' Ataque acho que não faz sentido. E acho que também não é muito relevante quando um formato tem nesse mesmo auditório 122 mil ou 125 mil espetadores. Três mil pessoas a mais não merecem uma grande discussão quando estamos a falar de milhões no estrangeiro.

O Trio D' Ataque começou por ser exibido às terças-feiras e há três anos passou a ser exibido aos domingos. O que é que justificou a mudança?

Era sobretudo um pedido que chegava à RTP dos telespectadores e na altura não havia qualquer programa ao domingo, com o final do Domingo Desportivo. Houve ali um desejo de querer ter um programa de desporto nesse dia e foi nesse sentido que a direção de informação do Nuno Santos, em 2011, decidiu passar o programa para os domingos.

Mas foi uma resposta à concorrência?

Não, teve a ver sobretudo com o fim do Domingo Desportivo na RTP1 e a ideia que a RTP devia ter um programa ao domingo. Não me parece que se pudesse bem falar em concorrência, na altura havia um programa com um comentador na televisão concorrente e havia o Trio D' Ataque. E, aliás, se quiser ir ao campeonato das audiências, rapidamente perceberá que nessa altura então não havia repartição de vitórias semanais, era sempre contínua a nossa vitória. Embora continue a dizer: não me parece que valha a pena discutir audiências.

Com a passagem do programa para os domingos houve uma característica que mudou. Às terças eram mostrados os lances mais polémicos e feitas análises à arbitragem. Porque é que esses elementos deixaram de fazer parte do programa?

Isso tem a ver com uma definição de estratégia. Por muito que o Trio D' Ataque discutisse muito menos tempo arbitragem do que outros programas, não fazia sentido fazer disso o assunto maior do futebol português e arranjar sempre um pretexto de arbitragem para discutir qualquer coisa. Por isso achámos de forma consciente que, embora aquela seja uma discussão apaixonada, deve ser de futebol e não de fora de jogo ou de penálti. Foi uma decisão que tomámos mas com a concordância dos comentadores. Não deixando de discutir a arbitragem, porque o fazemos muitas vezes, não podemos dar-lhe uma importância que ela não tem. Foi também uma forma de diferenciarmos o programa.

É, portanto, uma questão editorial e não tem a ver com questões de autorizações para poderem passar as repetições?

Há outros programas que ao domingo à noite o fazem por isso não tem a ver com isso, é apenas uma questão editorial.

No entanto, o ano passado foi uma época em que muito se falou de arbitragens e em alguns programas de Trio D'Ataque não passaram ao lado, com os comentadores a discutirem muito essas questões. Não faria sentido nessas alturas mostrar alguns lances mais polémicos?

Sempre que acharmos relevante mostrar algum lance polémico fá-lo-emos. Mas sobre esse assunto de arbitragem tenho uma opinião muito simples e clara: quem ganha é sempre acusado de ser beneficiado, quem perde acusa o outro de ter sido beneficiado. Foi assim nos últimos 30 anos, vai ser assim nos próximos. É assim na maioria dos países europeus, nomeadamente nos países latinos que têm mais propensão a esse tipo de discussão.

A estratégia vai-se manter? Dar pouco destaque à arbitragem?

Não é dar pouco. É não fazer da arbitragem o tema central do programa. Nós não vamos deixar de falar dela não podemos é fazer da arbitragem o único assunto do programa.

Mesmo com uma nova estratégia pensada para começar em outubro no canal de informação da RTP pode confirmar que o programa se vai manter no mesmo dia e horário?

Sim, no mesmo dia e no mesmo horário, posso garantir.

Costuma dizer que não se é diretor, está-se diretor. O Hugo vem da anterior direção de informação e mesmo com a entrada de uma nova chefia, continuou a merecer a confiança por parte desta nova direção. Como é que vê esta constante aposta em si e a manutenção da confiança por parte de outros diretores?

Eu gosto muito da RTP e sobretudo serei sempre jornalista, de preferência na RTP. Quanto aos cargos, são sempre posições que ocuparei com a máxima responsabilidade e empenho, mas há uma coisa que dentro de mim eu serei sempre: jornalista.

Mas fica contente com o reconhecimento do seu trabalho por parte de uma nova administração e direção de informação?

Fico contente que o meu trabalho seja reconhecido, independentemente de ter um cargo ou não.

Vive no Porto mas o trabalho faz com que tenha que vir por diversas vezes a Lisboa. Com os programas de terça e quarta da Liga dos Campeões vai ter que se deslocar mais vezes entre as duas cidades?

Não, será o mesmo tempo. Dois dias por semana de quinze em quinze dias, o normal. Vivo no Porto mas já me habituei a passar alguns dias por semana em Lisboa.

Jnpc
Membro

Mensagens : 23326
Data de inscrição : 06/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol na RTP

Mensagem por Jnpc em Qua 26 Ago 2015 - 22:46

Com a eliminação do Sporting... Benfica e FC Porto serão os representantes do país na Liga dos Campeões esta época.

Sorteio da fase de grupos amanhã, a partir das 16h45, em directo na RTP1.

Jnpc
Membro

Mensagens : 23326
Data de inscrição : 06/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol na RTP

Mensagem por Love em Qui 27 Ago 2015 - 20:10

GRUPO A: Paris Saint-Germain (França), Real Madrid (Espanha), Shakhtar Donetsk (Ucrânia), Malmo (Suécia)

GRUPO B: PSV Eindhoven (Holanda), Manchester United (Inglaterra), CSKA Moscovo (Rússia) e Wolfsburgo (Alemanha)

GRUPO C: BENFICA (Portugal), Atlético Madrid, (Espanha), Galatasaray (Turquia) e Astana (Cazaquistão)

GRUPO D: Juventus (Itália), Manchester City (Inglaterra), Sevilha (Espanha) e Borussia Mönchengladbach (Alemanha)

GRUPO E: Barcelona (Espanha), Bayer Leverkusen (Alemanha), Roma (Itália) e BATE Borisov (Bielorrússia)

GRUPO F: Bayern (Alemanha), Arsenal (Inglaterra), Olympiakos (Grécia) e Dínamo Zagreb (Croácia)

GRUPO G: Chelsea (Inglaterra), FC PORTO (Portugal), Dínamo Kiev (Ucrânia) e Maccabi Telavive (Israel)

GRUPO H: Zenit (Rússia), Valência (Espanha), Lyon (França) e Gent (Bélgica)

Love
Membro

Mensagens : 3092
Data de inscrição : 10/03/2010
Idade : 31

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol na RTP

Mensagem por Love em Qui 27 Ago 2015 - 20:32

Calendário das equipas portuguesas na Fase de Grupos da Liga dos Campeões 2015/16:

BENFICA

1ª jornada (15 Setembro - 3ª feira)
BENFICA - Astana (19h45)

2ª jornada (30 Setembro - 4ª feira)
Atlético de Madrid - BENFICA (19h45)

3ª jornada (21 Outubro - 4ª feira)
Galatasaray - BENFICA (19h45)

4ª jornada (3 Novembro - 3ª feira)
BENFICA - Galatasaray (19h45)

5ª jornada (25 Novembro - 4ª feira)
Astana - BENFICA (15h00)

6ª jornada (8 Dezembro - 3ª feira)
BENFICA - Atlético de Madrid (19h45)


FC PORTO

1ª jornada (16 Setembro - 4ª feira)
Dinamo Kiev - FCPORTO (19h45)

2ª jornada (29 Setembro - 3ª feira)
FC PORTO - Chelsea (19h45)

3ª jornada (20 Outubro - 3ª feira)
FC PORTO - Maccabi Tel-Aviv (19h45)

4ª jornada (4 Novembro - 4ª feira)
Maccabi Tel-Aviv - FC PORTO (19h45)

5ª jornada (24 Novembro - 3ª feira)
FC PORTO - Dinamo Kiev (19h45)

6ª jornada (9 Dezembro - 4ª feira)
Chelsea - FC PORTO (19h45)


Última edição por Love em Qui 27 Ago 2015 - 22:02, editado 3 vez(es)

Love
Membro

Mensagens : 3092
Data de inscrição : 10/03/2010
Idade : 31

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol na RTP

Mensagem por Love em Qui 27 Ago 2015 - 20:40

As transmissões da RTP deverão então ser:

1ª - BENFICA - Astana (15 Setembro, 19h45)
2ª - FC PORTO - Chelsea (29 Setembro, 19h45)
3ª - FC PORTO - Maccabi Tel-Aviv (20 Outubro, 19h45)
4ª - BENFICA - Galatasaray (3 Novembro, 19h45)
5ª - FC PORTO - Dinamo Kiev (24 Novembro, 19h45)
6ª - BENFICA - Atlético de Madrid (8 Dezembro, 19h45)

Love
Membro

Mensagens : 3092
Data de inscrição : 10/03/2010
Idade : 31

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol na RTP

Mensagem por Jnpc em Qui 27 Ago 2015 - 21:20

É fase de grupos da época 2015/16.
O Benfica na 6ª jornada é dia 8 de Dezembro e não 9.
O FC Porto na última jornada joga fora e não outra vez em casa.

E as transmissões vão ser mesmo essas. A RTP emitirá o jogo das terças-feiras!

Jnpc
Membro

Mensagens : 23326
Data de inscrição : 06/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol na RTP

Mensagem por Jnpc em Sab 29 Ago 2015 - 22:53

Em Setembro, a Selecção Nacional está de volta para os primeiros jogos da época. E a selecção sub-21 inicia nova caminhada rumo ao Europeu da categoria.

Arrow Dia 4 de Setembro (6ª feira), às 19h45:
Particular: Portugal - França (AA)

Arrow Dia 7 de Setembro (2ª feira), às 19h45:
Qualificação Euro-2016: Albânia - Portugal (AA)

Arrow Dia 8 de Setembro (3ª feira), às 17h00:
Qualificação Euro-2017: Albânia - Portugal (sub-21)

Jnpc
Membro

Mensagens : 23326
Data de inscrição : 06/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol na RTP

Mensagem por Jnpc em Sab 3 Out 2015 - 18:51

Em Outubro, há novamente selecções!

Arrow Dia 8 de Outubro (5ª feira), às 19h45:
Qualificação Euro-2016: Portugal - Dinamarca (AA)

Arrow Dia 9 de Outubro (6ª feira), às 17h15:
Qualificação Euro-2017: Portugal - Hungria (sub-21)

Arrow Dia 11 de Outubro (domingo), às 17h00:
Qualificação Euro-2016: Sérvia - Portugal (AA)

Arrow Dia 13 de Outubro (3ª feira), às 16h30:
Qualificação Euro-2017: Grécia - Portugal (sub-21)

Jnpc
Membro

Mensagens : 23326
Data de inscrição : 06/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol na RTP

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 18 de 18 Anterior  1 ... 10 ... 16, 17, 18

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum